• portugues
  • espanhol
  • ingles
  • diminuir texto
  • aumentar texto

Cotidiano Kaingang contado por meio de desenhos é parte do acervo do Museu Índia Vanuíre

As 35 telas que compõem a coleção foram feitas pelos indígenas de uma aldeia do Rio Grande do Sul

A coleção  intitulada “Contos e Mitos Kaingang”, composta por 35 telas acompanhadas de estudos, mostra a riqueza e a beleza dos contos e mitos Kaingang. Os materiais foram adquiridos pelo Museu Índia Vanuíre em novembro de 2013 e, desde então, integram o acervo; atualmente, encontram-se acondicionados na Reserva Técnica da instituição, responsável pela documentação fotográfica e descrição, higienização periódica e o acondicionamento adequado.

Através dessa coleção, os Kaingang  apresentam o cotidiano de sua aldeia, a sabedoria dos anciãos, assim como a cultura e os conhecimento por eles passados como uma experiência as novas gerações, buscando manter vivo o legado transmitido pelos mais velhos.

A pintura foi feita a partir da narração do Kujá Jorge Garcia, o indígena com maior sabedoria e mais velho da T.I. Nonoai, no Rio Grande do Sul,  interpretada e representada sob pinturas a óleo sobre telas por artistas indígenas como Josué Carvalho e  Cleusa Carvalho.

Os contos foram primeiramente transpostos para serem desenhados em papéis para depois serem transferidos em pinturas de aproximadamente 80x100cm, que representam os espíritos, família, jovens, velhos, morte, separação de aldeias, animais, rituais, natureza, representação de marcas (Kamé e Kanhrú), trabalho e misticismo.

 

no images were found

Uma ideia sobre “Cotidiano Kaingang contado por meio de desenhos é parte do acervo do Museu Índia Vanuíre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*