• portugues
  • espanhol
  • ingles
  • diminuir texto
  • aumentar texto

Programação Agosto 2020

Família no Museu (em casa) – Oficina de marca-página

Com o início da pandemia, a ação “Família no Museu” ganhou uma versão virtual (em casa). O Museu Índia Vanuíre desenvolve atividades lúdicas e reflexivas como forma de mais integração entre a família e o museu. Que tal aprender a fazer um lindo marca-página para vocês usarem nos materiais escolares? A educadora Valquiria ensinará o passo a passo. Convide sua família para participar também.

Curiosidade – Museu Índia Vanuíre

A escarradeira foi muito utilizada no século XIX e na primeira metade do século XX e fazia parte da sala de visita para evitar que as pessoas precisassem se levantar para escarrar. Era colocada água dentro dela para melhor higienização da peça, que era feita pelos serviçais da casa. Na imagem, escarradeira da colônia italiana.

Projeto – Olhar é o Sentir pelas Mãos

O projeto “O Olhar é o Sentir pelas Mãos” é uma ação conjunta sociocultural, realizada em parceria com o Programa Vida Iluminada – UNIMED, para promover a inclusão dos deficientes visuais e para que eles se tornem frequentadores do Museu Índia Vanuíre de Tupã.  Nessa ação, Luana e Nisete, participantes do projeto, rememoram as atividades desenvolvidas antes da pandemia.  

Dia Nacional da Saúde

Hoje é comemorado o Dia Nacional da Saúde. A Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI) é responsável por coordenar e executar a Política Nacional de Atenção à Saúde dos Povos Indígenas. Gostaríamos de destacar a importância da política de saúde para os indígenas, principalmente nesse momento de pandemia e isolamento social. 

Quiz – Módulo Aldeia Vanuíre

Quiz indígena – Módulo Aldeia Vanuíre 

Projeto – Olhar é o Sentir pelas Mãos

O projeto “O Olhar é o Sentir pelas Mãos” é uma ação conjunta sociocultural, realizada em parceria com o Programa Vida Iluminada – UNIMED, para promover a inclusão dos deficientes visuais para que eles se tornem frequentadores do Museu Índia Vanuíre de Tupã. Dando continuidade aos depoimentos dos participantes do projeto “O Olhar é o Sentir pelas Mãos”, Aldemir e Fernando falam um pouco sobre suas memórias do projeto.

Saberes e Fazeres Indígenas Virtual

Como resposta ao esforço empreendido por comunidades indígenas de todo o país, no que diz respeito à valorização de suas memórias, o Museu Índia Vanuíre estende para além de 19 de abril, Dia do Índio, sua atenção com os indígenas. Assim, o programa “Saberes e Fazeres Indígenas” é uma atividade mensal que busca promover o diálogo entre um indígena convidado e o público visitante do Museu.

Nessa edição, Gabriel Damaceno, Krenak da Terra Indígena Vanuíre, conta um pouco sobre a cultura do seu povo.

Dica de Leitura

Continuando com as nossas Dicas de Leitura, iniciamos o mês com uma indicação muito importante para entender os direitos indígenas após 1988: Os índios na Constituição (Organização de Camila Loureiro Dias e Artionka Capiberibe). Essa obra reúne depoimentos de pessoas que exerceram papéis importantes na definição dos direitos indígenas na Constituição e de alguns dos atuais protagonistas na luta pela sua manutenção face às diversas ações contemporâneas que visam reduzi-los.

Família no Museu (em casa) – Lembrança Dia dos Pais

Homenageie seu pai e faça o dia dele mais especial.

Que tal criar o seu próprio presente? A educadora Gabriela ensinará você a fazer uma lembrança utilizando materiais recicláveis e E.V.A.

Com o início da pandemia, a ação “Família no Museu” ganhou sua versão virtual (em casa). O Museu Índia Vanuíre desenvolve atividades lúdicas e reflexivas como forma de mais integração entre a família e o museu.

O Museu Índia Vanuíre possui um Plano de Sustentabilidade Ambiental que tem o objetivo de promover reflexões e discussões sobre o tema. Pensando nisso, a equipe educativa do museu realiza oficinas de baixo custo com materiais recicláveis, visando a valorização e a conscientização ambiental.

Dia Nacional das Artes

O Museu Índia Vanuíre possui uma coleção de telas que mostram o mito de criação do povo Kaingang. A artista Kaingang Cleusa Carvalho passou para as telas as lendas contadas por outras pessoas da comunidade Kaingang da Terra Indígena Nonoai (RS). Em comemoração ao Dia Nacional das Artes, apresentamos o resultado desse trabalho que possui 35 telas.  

Dica de Leitura

No livro: Nem cidadãos, nem brasileiros: indígenas na formação do Estado nacional brasileiro e conflitos na província de São Paulo (1822-1845), Fernanda Sposito analisa a formação da confederação e suas políticas para com os povos indígenas durante esse processo. Ótima leitura para quem deseja compreender um pouco a história da relação entre o Estado e os povos indígenas!

Família no Museu (em casa) – Desenho mágico e refração de luz

Você gosta de brincar com a família? Vamos apresentar para vocês uma brincadeira para fazer em casa. É muito fácil e divertida, a sua vocês irão gostar! Então, que tal aprendermos com as educadoras Tina e Gabriela?

Com o início da pandemia, a ação “Família no Museu” ganhou sua versão virtual (em casa). O Museu Índia Vanuíre desenvolve atividades lúdicas e reflexivas como forma de mais integração entre a família e o museu.

Dia do Patrimônio Histórico

Hoje é Dia Nacional do Patrimônio Histórico! A data foi criada em 1998, centenário de nascimento do historiador e jornalista mineiro Rodrigo Melo Franco de Andrade, primeiro presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e grande defensor do Patrimônio Cultural Brasileiro.

Curiosidade – Museu Índia Vanuíre

Tupã, no passado, teve datas cívicas comemorativas marcantes e desfiles que marcaram época, como esse que mostra a fotografia. No dia da cidade, as escolas, as instituições, os indígenas e o comércio participam dessa celebração que atrai um grande público para prestigiar o evento.

Dia do Historiador

Hoje é Dia do Historiador. Parabéns a todos os historiadores! O Museu Índia Vanuíre gostaria de fazer uma homenagem especial às historiadoras Iara Bianchi Nakayama e Elizabeth Manrique Moreno, ambas de Tupã. Elas participaram da elaboração do livro que conta a história da cidade.

Curiosidade – Museu Índia Vanuíre

Você sabia que entre as coleções do acervo possuímos os mitos folclóricos confeccionados pelo grande escultor do Vale do Paraíba, José Pyles? A coleção foi doada em 15 de março de 1970 pelo próprio artista ao museu. São elas: Saci-pererê, Iara, Curupira, Boitatá, Jurupari, Mula sem Cabeça e Caipora.

Dica de Leitura

Mais uma Dica de Leitura! Hoje, sugerimos o livro Povos indígenas e tolerância, organizado por Luís Donisete Benzi Grupioni, Lux Boelitz Vidal e Roseli Fischmann. A obra reúne análises de diversos autores sobre o relacionamento dos povos indígenas com o Estado e com a sociedade brasileira.

Dica de Leitura

A Dica de Leitura de hoje, assim como a primeira sugestão desse mês, também trata dos direitos indígenas. O livro Constituições Nacionais e Povos Indígenas, de Alcida Rita Ramos, é uma coletânea com textos de dez autores que analisa as mudanças constitucionais ocorridas em cinco países da América Latina, transformações essas que afetaram a vida e o direito dos povos indígenas.  

Família no Museu (em casa) – Oficina de pião

Essa brincadeira é clássica e a criançada vai se divertir muito! Vamos aprender a fazer um pião com CDs ou DVDs usados! A educadora Gabriela ensina, de maneira fácil e divertida, a confeccionar esse brinquedo que fez parte da vida de muitas pessoas na infância.

Com o início da pandemia, a ação “Família no Museu” ganhou sua versão virtual (em casa). O Museu Índia Vanuíre desenvolve atividades lúdicas e reflexivas como forma de uma maior integração entre a família e o museu.

O Museu Índia Vanuíre  possui um Plano de Sustentabilidade Ambiental que tem o objetivo de promover reflexões e discussões sobre o tema. Pensando nisso, a equipe educativa do museu realiza oficinas de baixo custo com materiais recicláveis, visando a valorização e a conscientização ambiental.

Curiosidade – Museu Índia Vanuíre

O ferro à  brasa começou a ser utilizado no século XVII e só foi substituído no século XIX, quando surgiram outras modalidades desse objeto de uso doméstico. Para usá-lo era necessário manter as suas brasas acesas para que o ferro não esfriasse.

Semana Tupã em Comemoração ao Dia Internacional dos Povos Indígenas

Em agosto, o Museu Índia Vanuíre realiza a Semana Tupã em Comemoração ao Dia Internacional dos Povos Indígenas (9/8). A programação dessa edição está toda voltada para as redes sociais e terá como destaque a participação dos indígenas por meio de ações virtuais.

Cultura e Questões Indígenas em Foco: Série Indios do Brasil – Uma outra História

Hoje é o Dia Internacional dos Povos Indígenas! A data foi estabelecida em 1995 pela ONU para expressar o reconhecimento internacional em relação a esses povos. Para comemorar, iniciamos as atividades da Semana Tupã! Para você conhecer um pouco da perspectiva indígena para a história do Brasil, assista ao episódio 5 da série Índios no Brasil: Uma outra história.

A série Índios no Brasil é uma iniciativa da TV Escola, da Secretaria de Educação a Distância, do Ministério da Educação, produzida pela ONG Vídeo nas Aldeias.

Vídeo: Orientação Museu Worikg

O Museu Índia Vanuíre promove em suas redes sociais uma live com a apresentação do Museu indígena Worigk. Trata-se de um museu localizado na aldeia indígena Vanuíre liderado por três mulheres Kaingang que carregam o legado de um povo e os costumes de seus ancestrais.

Pretende-se com essa ação potencializar os saberes e conhecimentos dos Kaingang de Vanuíre, promovendo o diálogo do indígena com o não indígena.

Vídeo: Orientação Museu Akãm Orãm Krenak

Dando continuidade aos museus indígenas, na Terra Indígena Vanuíre, o Museu Akãm Orãm Krenak fará uma orientação virtual para você conhecer mais sobre a cultura do seu povo.

O Museu foi idealizado por JoãoBatista de Oliveira e Helena Cecílio Damaceno, ambos anciãos Krenak, e  tem o propósito de manter a memória viva tanto na prática como em saberes do povo Krenak do estado de São Paulo. Mantendo o acervo e também peças para venda, eles mantêm um vínculo com as famílias da comunidade oferecendo visibilidade à comunidade e expandindo a cultura da aldeia.

O Museu tem em seu etinerário danças,  palestras, trilhas e um cardápio tradicional do povo Krenak.

O povo Krenak vem com a luta para a revitalização da cultura de um modo geral há mais de 30 anos e o Museu contribui muito para essa luta e visibilidade.

Oficina Indígena de Confecção de Apito

Marcio Lipú, Terena da Terra Indígena Vanuíre, ensina a produzir um apito indígena utilizado em suas manifestações culturais.

Em suas ações, o Museu Índia Vanuíre sempre promoveu parcerias com os indígenas para apoiar o fortalecimento das tradições e da manutenção da memória, incentivando atividades que visem a consolidação da cultura. Como estamos em um momento de isolamento social, o equipamento continuou essa ligação por meio de atividades virtuais, nas quais os indígenas podem expressar seus conhecimentos e suas culturas por meio de oficinas, depoimentos, danças, entre outros.

Oficina Indígena de Cântico e Música

Susilene Melo, kaingang da Terra Indígena Vanuíre realiza a oficina de dança e cântico Kaingang.

Em suas ações, o Museu Índia Vanuíre sempre promoveu parcerias com os indígenas para apoiar o fortalecimento das tradições e da manutenção da memória indígena, incentivando atividades que visem a consolidação da cultura. Como estamos em um momento de isolamento social, o equipamento continuou essa ligação por meio de atividades virtuais, nas quais os indígenas podem expressar seus conhecimentos e suas culturas por meio de oficinas, depoimentos, danças, entre outros.

Oficina Indígena de Culinária

A indígena Mariana Krenak, moradora da Terra Indígena Vanuíre fala um pouco sobre a culinária indígena e ensina a fazer um delicioso chá de amendoim.

Em suas ações, o Museu Índia Vanuíre sempre promoveu parcerias com os indígenas para apoiar o fortalecimento das tradições e da manutenção da memória indígena, incentivando atividades que visem a consolidação da cultura. Como estamos em um momento de isolamento social, o equipamento continuou essa ligação por meio de atividades virtuais, nas quais os indígenas podem expressar seus conhecimentos e suas culturas por meio de oficinas, depoimentos, danças, entre outros.

Oficina Indígena: Contação de Histórias

A indígena Mariana Krenak proporcionará um sábado especial com contação de histórias sobre a cultura indígena Krenak.

Em suas ações, o Museu Índia Vanuíre sempre promoveu parcerias com os indígenas para apoiar o fortalecimento das tradições e da manutenção da memória indígena, incentivando atividades que visem a consolidação da cultura. Como estamos em um momento de isolamento social, o equipamento continuou essa ligação por meio de atividades virtuais, nas quais os indígenas podem expressar seus conhecimentos e suas culturas por meio de oficinas, depoimentos, danças, entre outros.

Semana do Folclore

Em 22 de agosto é comemorado o Dia do Folclore, que celebra as mais variadas manifestações culturais do nosso país. Para reforçar a importância do folclore na nossa cultura, o Museu Índia Vanuíre traz uma Semana dedicada ao tema, com oficinas, contações de histórias e muito mais.

Cantiga de Roda

Cantiga de roda ou ciranda são brincadeiras infantis nas quais as crianças formam uma roda de mãos dadas e cantam melodias folclóricas. Geralmente executam coreografias ligadas às letras das músicas. As educadoras Uiara e Valquíria mostram como fazer uma cantiga de roda.

Quiz – Quem sou eu no folclore?

Quiz sobre o folclore 

Família no Museu (em casa)

Vamos aprender com as educadoras Gabriela e Lilian como produzir um lindo Saci Pererê com material reciclável? É muito fácil de fazer, além de estimular toda a família a brincar e a aprender.

Com o início da pandemia, a ação “Família no Museu” ganhou sua versão virtual (em casa). O Museu Índia Vanuíre desenvolve atividades lúdicas e reflexivas como forma de uma maior integração entre a família e o museu.

O Museu Índia Vanuíre  possui um Plano de Sustentabilidade Ambiental que tem o objetivo de promover reflexões e discussões sobre o tema. Pensando nisso, a equipe educativa do museu realiza oficinas de baixo custo com materiais recicláveis, visando a valorização e a conscientização ambiental.

Projeto – Vem que eu te conto um conto

Que tal aprender com os educadores Fernando, Tina e Uiara sobre a lenda do Saci Pererê? A lenda retrata um personagem do folclore brasileiro.

Projeto – Museu Jovem

Pensando em explorar os conteúdos relacionados ao folclore, de forma acessível e lúdica, para este mês a ação tem como objetivo a inclusão sociocultural virtual entre a equipe educativa e uma instituição para pessoas em vulnerabilidade social. Por meio de encontros virtuais, a equipe desenvolverá atividades que serão acopladas em formato de vídeo.

Projeto – Museu e Cidadania

O Folclore Brasileiro é o conjunto de expressões culturais populares, e para explorar esses conteúdos, de forma acessível e lúdica, teremos uma ação que tem como objetivo a inclusão sociocultural virtual entre a equipe educativa e uma instituição para pessoas com deficiência. Por meio de encontros virtuais, a equipe desenvolverá atividades que serão acopladas em formato de vídeo.

Fantoche do Curupira

Na oficina de hoje, aprenderemos com o educador Fernando a confeccionar um fantoche do Curupira, um personagem do Folclore brasileiro. Um brinquedo simples e muito divertido para você usar a sua imaginação.

Projeto – Aguçando as Memórias

O projeto Aguçando as Memórias é desenvolvido para o público idoso e tem como objetivo a valorização e a inserção  na sociedade, reconhecendo-os como cidadãos ativos e produtores de cultura.

E abordando o tema folclore, teremos a participação de integrantes em formato de vídeo acerca das lembranças sobre as lendas, mitos, brincadeiras, danças, cantigas de roda, ditos populares e demais costumes baseados nas tradições e valores, ressaltando o que o folclore representa na vida destas pessoas e mostrando a importância desta manifestação popular para as próximas gerações.

Curiosidades do Folclore

Vamos conhecer algumas curiosidades sobre o folclore brasileiro? Ele representa as manifestações da cultura popular, caracterizando a identidade social de um determinado povo. Celebrar o folclore é uma forma de manter a tradição popular. O educador Fernando mostra algumas curiosidades sobre essas lendas e contos nacionais, que visam despertar interesse e reflexão sobre a temática.

Trava-Línguas

Você conhece o trava-línguas? Ele é considerado elemento importante do folclore brasileiro e é passado de geração em geração. É um conjunto de palavras que formam frases difíceis de pronunciar, sendo motivo de diversão e entretenimento. O desafio é reproduzir sem errar. Crianças e adultos podem se divertir. Então, assista ao vídeo em que os educadores Fernando e Tina mostram como funciona o trava-línguas.

Brincadeiras Infantis

Que tal vivenciar essa mágica experiência e participar das brincadeiras da época de nossos tataravós? O folclore está presente no cotidiano de diversas maneiras e também em brincadeiras. Quer ver? Seu Lobo e Cinco Marias são as atividades que as educadoras Gabriela e Lilian nos ensinarão.

Projeto – Museu e Cidadania

Dando continuidade ao mês do Folclore Brasileiro com diversas atividades, teremos uma ação por meio de encontros virtuais, onde a a equipe desenvolverá atividades que serão acopladas em formato de vídeo. A atividade tem como objetivo a inclusão sociocultural virtual entre a equipe educativa e uma instituição para pessoas com deficiência.

Informações: (14) 3491-2333

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*