governo sao paulo
  • portugues
  • espanhol
  • ingles
  • diminuir texto
  • aumentar texto

Programação Fevereiro

Saberes e Fazeres Indígenas

Como resposta ao esforço empreendido por comunidades indígenas de todo o país, no que diz respeito à preservação e transmissão de sua memória, o Museu estende para além do dia 19 de abril a celebração do Dia do Índio. O convidado do mês será um indígena, Krenak da T.I. Vanuíre. Na oportunidade, ele desenvolverá um diálogo com o público sobre sua cultura.

Oficinas para Famílias

Aos sábados e domingos, o Museu Índia Vanuíre realizará oficinas culturais para famílias. A programação desenvolverá atividades lúdicas e reflexivas com os participantes, como forma de uma maior integração família e Museu. Neste mês, o público poderá confeccionar adornos carnavalescos. 

Cultura e Questões Indígenas em Foco

Para que novas gerações reconheçam a contribuição dos diversos grupos para a formação de nosso país será exibido um documentário no auditório da instituição, seguido por uma roda de conversa com os participantes. O vídeo escolhido neste mês é o episódio “Quando Deus Visita a Aldeia”, da série Índios no Brasil. No episódio, três jovens vão visitar os índios Kaiwoá, que vivem no Estado do Mato Grosso do Sul, e têm a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre sua cultura.

EXPOSIÇÕES

Mãos Que Criam

A Exposição Temporária “Mãos Que Criam” consiste na apresentação de artesanatos confeccionados no decorrer do ano pelos participantes dos projetos inclusivos: o grupo de cegos do projeto “O Olhar é o Sentir Pelas Mãos”, o grupo da terceira idade do projeto “Aguçando as Memórias” e os participantes do projeto “Museu e Cidadania”.

O Café e a História de Tupã

Tupã, localizada no espigão do Rio do Peixe e Aguapeí, possuía terras férteis, boas para cafeicultura e isso atraiu imigrantes para iniciarem suas vidas. A exposição temporária “O Café e a História de Tupã” apresenta ao público informações e registros fotográficos dos primeiros sítios de café e da chegada dos imigrantes que, à medida que a cidade se desenvolvia economicamente, se estabeleceram no comércio local, auxiliando no crescimento da cidade.

Fortalecimento da Memória Tradicional Kaingang – de Geração em Geração

A exposição “Fortalecimento da Memória Tradicional Kaingang: de Geração em Geração” é uma autonarrativa com o intuito promover a tradição, o processo e as técnicas de confecção da cerâmica Kaingang, valorizando o conhecimento e os fazeres dos indígenas mais velhos e sábios. Todos esses aspectos, materiais e imateriais, serão apresentados ao público através de uma exposição bilíngue (Kaingang e português) que conta com objetos, imagens fotográficas e vídeo.

 
Museu Folia

De 07 a 09/02/2018

O Carnaval tornou-se uma das maiores festas do mundo e de Tupã, cidade localizada no oeste de São Paulo. Os atuais 65.540 habitantes fazem da celebração  um dos maiores e melhores do interior paulista. Um dos motivos desse talento carnavalesco vem dos dons musicais dos pioneiros que passaram o amor à música de geração em geração. O Museu acredita que, a partir da data, o projeto “Museu Folia” pode desenvolver ações que despertam lembranças, emoções e reflexões sobre questões de diversidade cultural, cultura local e herança africana ao  transmitir, construir e, principalmente, reconstruir o conhecimento.

 

Espetáculo de Danças Carnavalescas

Integrantes do Bloco Abanaê apresentarão um espetáculo de dança com influência do Carnaval paulista e de blocos afro da Bahia, como Olodum, valorizando as raízes da festa tupãense e promovendo a diversidade. Participarão desse espetáculo músicos com bateria e percussão, ala de passistas, rainha LGBT e membros da corte carnavalesca de Tupã.

Museu Folia na Rua

Entendendo-se que a música é uma manifestação cultural de expressão, será realizado o Museu Folia na Rua, que consiste em uma noite de folia ao som de marchinhas que marcaram a festa em Tupã,  executadas pela Orquestra Municipal Maestro Júlio de Castro.

Contação de Histórias de Carnaval e Oficina de Máscaras

Toda história, por mais simples que pareça, transmite algo a mais no desenvolvimento da criança, de uma forma criativa e reflexiva. Com o objetivo de promover a reflexão e o conhecimento de uma forma dinâmica, será realizada a oficina Contação de Histórias. Com a confecção de bonecos de fantoche, serão apresentadas para as crianças várias narrativas, fábulas e lendas sobre a cultura negra.

Oficina de Samba no Pé

Marisa Silva, coreografa e dançarina, irá desenvolver com o público uma oficina de samba no pé. Será trabalhada a coordenação motora e a memória de curta e longa duração em variados ritmos (lento, moderado e acelerado) do gênero de samba.

Baile da Inclusão

Com o intuito de proporcionar a interação entre os grupos dos projetos inclusivos “O Olhar é o Sentir pelas Mãos” (público cego), “Aguçando as Memórias” (público idoso) e “Museu e Cidadania” (público com deficiência), será abordada a temática Carnaval explorando elementos dessa manifestação cultural. Será realizado um baile com marchinhas e músicas. Para animar a festa, a corte carnavalesca da cidade estará presente.

 

Local: Museu H. P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521 – Tupã/SP)

Informações: (14) 3491-2333

Entrada: gratuita