• portugues
  • espanhol
  • ingles
  • diminuir texto
  • aumentar texto

Programação Maio

Exposição: Ató Jagí Burum Krenak – Tecendo Saberes do Povo Krenak

Exposição autonarrativa Krenak busca mostrar a presença desse povo no Estado de São Paulo. Os Krenak da T.I. Vanuíre desenvolvem, há mais de duas décadas, um trabalho de revitalização da cultura, costumes e língua materna. Esse projeto ocorre de forma construtiva e a cada ano se fortalece e vence as barreiras que os mais velhos da etnia foram obrigados a vivenciar no passado, como o anonimato, opressão da cultura e toda sua riqueza de conhecimento e saber.

Saberes e Fazeres Indígenas

Como resposta ao esforço empreendido por comunidades indígenas de todo o país, no que diz respeito à preservação e transmissão de sua memória, o Museu estende para além de 19 de abril a celebração do Dia do Índio. Em maio, o convidado será um Krenak da T.I. Vanuíre. Ele estará disponível para um dia de diálogo com os visitantes sobre como vivem os índios Krenaks da T.I. Vanuíre.

Família no Museu

Aos sábados e domingos, o Museu Índia Vanuíre realiza oficinas culturais para famílias. A programação desenvolve atividades lúdicas e reflexivas com os participantes como forma de integra-los. A ação desse mês é a confecção de uma carpa, que representa o Dia do Menino, celebrado em março na cultura japonesa.

Aguçando as Memórias

O projeto Aguçando as Memórias contribui para inclusão social dos idosos para que eles alcancem sua total capacidade, potencialidade e saberes ao reviver bons momentos de suas vidas e enxergá-la de uma maneira positiva. No primeiro encontro cada participante do grupo declamará sua poesia e registrará no caderno uma ilustração referente ao poema. No segundo será trabalhada a música “Tempo Perdido”, do grupo Legião Urbana, de composição de Renato Russo. Logo após será realizada uma roda de conversa entre os participantes, a fim de que cada um expresse o que sentiu, quais pensamentos vieram à mente e o que entenderam sobre a música abordada. Em seguida, os integrantes deverão ilustrar nos cadernos de desenho.

Museu e Cidadania

O Museu recebe pessoas com deficiência intelectual para explorar os conteúdos do acervo e das exposições temporárias de forma acessível. Essa atividade tem como objetivo desenvolver a coordenação motora de maneira lúdica e inclusiva. Durante os dois encontros, a equipe do Museu explicará a arte do Mosaico e como ela é capaz de produzir, por meio de pequenos recortes de EVA ou outras matérias-primas, desenhos com vários formatos, cores e motivos. Será produzida a criatividade com recortes e colagem de diversos materiais.

17ª Semana Nacional de Museus: Palestra

Palestra com a equipe do Museu Índia Vanuíre com o objetivo de difundir o trabalho desenvolvido dentro da instituição, fundamental para preservar as tradições para gerações futuras.

#MuseumWeek 2019: Bastidores do Museu

Após passear pela exposição de longa duração, os visitantes serão divididos em equipes para conhecer o setor administrativo e a reserva técnica do museu acompanhados pelo profissional de acervo. A ação tem o objetivo de difundir o trabalho desenvolvido nos bastidores da instituição. #SecretsMW

 #MuseumWeek 2019: Caça ao Tesouro

Após a visita orientada, o público será convidado a participar de um jogo de Caça ao Tesouro. Trata-se de uma atividade no qual os alunos serão estimulados a encontrar fotos de acervo que estarão escondidas. Após encontrar as imagens, eles deverão identificar onde está exposto o acervo. O ganhador levará de brinde para casa um artesanato confeccionado por um indígena. #PlayMW

17ª Semana Nacional de Museus: Mesa Redonda

Indígenas das etnias Kaingang, Krenak e Terena, moradores da Terra Indígena Vanuíre, estarão no Museu para falar ao público sobre os trabalhos realizados pelas culturas visando o futuro das tradições.

#MuseumWeek 2019: Confecção de Porta Retrato

A atividade será a confecção de um porta-retrato de E.V.A elaborado e executado pelo educativo com os visitantes no Museu. #PhotoWM

Cultura e Questões Indígenas em Foco

Para que novas gerações reconheçam a contribuição dos diversos grupos para a formação do país será apresentado um documentário no auditório da instituição, seguido por uma roda de conversa com os participantes. O vídeo escolhido para exibição é o episódio “Primeiros Contatos”, da série “Índios no Brasil”. No documentário, trechos do filme “Sertão, Entre os Índios do Brasil Central”, de Genil Vasconcelos, mostram o primeiro contato de índios Xavantes, da região Centro-Oeste, com não índios, na década de 50. O episódio traz ainda cenas do filme “Guerra de Pacificação na Amazônia”, de Yves Billion, e aborda os impactos sofridos pelos índios do noroeste do Brasil pelo contato com as frentes de expansão, na década de 70.

O Olhar é o Sentir pelas Mãos

É uma ação conjunta sociocultural com o Programa Vida Iluminada – Unimed e Museu, com a intenção de promover a inclusão dos deficientes visuais para que esses se tornem frequentadores do Museu Índia Vanuíre. Será desenvolvido um bate-papo com um imigrante italiano, no qual os participantes poderão conhecer um pouco mais sobre essa cultura. Após essa atividade será realizada uma oficina de degustação, na qual os integrantes poderão provar um prato típico desses imigrantes: uma pasta italiana, para que eles tenham contato com outros sabores aguçando o paladar e as memórias.

Informações: (14) 3491-2333

Público-alvo: Cegos – Programa Vida Iluminada – Unimed

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*