• portugues
  • espanhol
  • ingles
  • diminuir texto
  • aumentar texto

Programação Setembro 2020

Saberes e Fazeres Indígenas Virtual

Como resposta ao esforço empreendido por comunidades indígenas de todo o país, no que diz respeito à valorização de suas memórias, o Museu Índia Vanuíre estende para além de 19 de abril, Dia do Índio, sua atenção com os indígenas. Assim, o programa “Saberes e Fazeres Indígenas” que é uma atividade mensal, busca promover o diálogo entre um indígena convidado e o público visitante do Museu.

Nessa edição, Gabriel Damaceno, Krenak da Terra Indígena Vanuíre, conta um pouco sobre a cultura do seu povo.

Dica de Leitura

A indicação deste dia é o livro “A Terra uma Só”, de Timóteo da Silva Verá Potygua. A obra traz o relato do autor, um líder Guarani, sobre o que aprendeu e pensou nos caminhos que percorreu pela Mata Atlântica, na América do Sul, junto ao seu povo Nhande’i va’e, conhecido, também, como Guarani Mbya.

Família no Museu (em Casa) – Vaso Decorativo

Essa oficina ensina a fazer um lindo vasinho decorativo com material reciclável. Usando frascos de shampoos vazios e criatividade, é possível confeccionar lindos vasinhos para decorar a casa ou ambiente de trabalho.

Com o início da pandemia, a ação “Família no Museu” ganhou sua versão virtual (em casa). O Museu Índia Vanuíre desenvolve atividades lúdicas e reflexivas como forma de integrar as famílias ao Museu.

O Museu Índia Vanuíre possui um Plano de Sustentabilidade Ambiental que tem o objetivo de promover reflexões e discussões sobre o tema. Pensando nisso, a equipe educativa realiza oficinas de baixo custo com materiais recicláveis, visando a valorização e a conscientização ambiental.

Curiosidade – Acervo Museu Índia Vanuíre

O soroban é um instrumento para cálculo feito em madeira, com hastes em ferro e contas também em madeira. Conhecido como ábaco japonês, tem origem chinesa e foi levado ao Japão por volta do de 1600. Além disso, é utilizado por alunos cegos ou com baixa visão para promover a inclusão destes em aulas de matemática.

Projeto – Olhar é o Sentir pelas Mãos

O projeto “O Olhar é o Sentir pelas Mãos” é uma ação conjunta sociocultural, realizada em parceria com o Programa Vida Iluminada – UNIMED, para promover a inclusão dos deficientes visuais na cultura e para que eles se tornem frequentadores do Museu Índia Vanuíre.

No vídeo, Paula, coordenadora do Programa Vida Iluminada, dá um depoimento contando um pouco sobre essa parceria com o Museu.

Dica de Leitura

O Museu Índia Vanuíre indica a leitura do livro “Povos Indígenas e a Lei dos ‘Brancos’: o direito à diferença”, que tem como objetivo levar aos estudantes indígenas e ao público em geral a discussão sobre os direitos indígenas no Brasil. Essa é uma obra de domínio público, então aproveite a facilidade de acesso e curta uma boa leitura!

Família no Museu (em Casa) – Árvore em E.V.A.

Realização de oficina que ensina a fazer uma árvore com materiais recicláveis e de fácil acesso. Ela poderá ser um objeto de decoração ou uma lembrancinha para você presentear alguém especial.

Com o início da pandemia, a ação “Família no Museu” ganhou sua versão virtual (em casa). O Museu Índia Vanuíre desenvolve atividades lúdicas e reflexivas como forma de integrar a família ao Museu.

O Museu Índia Vanuíre possui um Plano de Sustentabilidade Ambiental que tem o objetivo de promover reflexões e discussões sobre o tema. Pensando nisso, a equipe educativa realiza oficinas de baixo custo com materiais recicláveis, visando a valorização e a conscientização ambiental.

Curiosidade – Acervo Museu Índia Vanuíre

Na curiosidade do acervo, o Museu apresenta o telefone retangular com caixa em madeira e manivela em metal que foi doado ao Museu Índia Vanuíre em 1969. O primeiro telefone foi inventado, em 1876, pelo escocês Alexander Graham Bell, desde então, o aparelho passou por diversas evoluções, chegando ao modelo que temos hoje: o celular. Interessante imaginar que de uma caixa de madeira, ele se aparelho se tornou algo que cabe no nosso bolso!

Projeto – Aguçando as Memórias

Será exibido nas redes sociais do museu, um vídeo com o resultado dos encontros virtuais realizados entre o Núcleo Educativo e a  “Instituição Casa dos Velhos”, onde foi desenvolvido diversas atividades com pintura, tendo como temática a primavera.

O projeto Aguçando as Memórias é projetado para os idosos e tem como objetivo valorizar a inserção deles na sociedade, reconhecendo-o como cidadãos ativos e, também, produtores de cultura.

Projeto – Vem que eu te conto um conto

Que tal conhecer uma história sobre “A Primavera e a Festa das Flores”?! As educadoras Valquíria, Gabriela e Lilian vão contar tudo em um vídeo que será exibido nas redes sociais do museu.

O projeto desenvolve, por meio da ludicidade, a contação de histórias para oportunizar aos visitantes a difusão e a ampliação dos conhecimentos referentes às culturas presentes na exposição de longa duração “Tupã Plural”, sendo elas relacionadas aos povos indígenas brasileiros e aos imigrantes que contribuíram para formação identitária e o desenvolvimento de Tupã. Objetiva-se estimular a leitura e a compreensão do visitante fora do âmbito escolar, oportunizando a difusão cultural.

Projeto – Olhar é o Sentir pelas Mãos

Exibição de um vídeo com os depoimentos de Eliane e Márcio, participantes do projeto “O Olhar é o Sentir pelas Mãos”, falando de suas experiências dentro desse programa.

O projeto “O Olhar é o Sentir pelas Mãos” é uma ação conjunta sociocultural, realizada em parceria com o Programa Vida Iluminada – UNIMED, para promover a inclusão dos deficientes visuais e para que eles se tornem frequentadores do Museu Índia Vanuíre.

Dica de Leitura

“A temática indígena na escola: subsídios para os professores” é a leitura indicada pelo Museu Índia Vanuíre e voltada para professores das escolas não indígenas. Acreditando no papel da educação como importante polo de difusão cultural, esse livro apresenta informações, análises e reflexões sobre inquietações recorrentes dos docentes a respeito da temática indígena.

Família no Museu (em Casa) – Buquê em E.V.A.

Para comemorar a chegada da Primavera, o Museu realizará uma oficina ensinando o passo a passo para a confecção de um buquê de flores em E.V.A.

Com o início da pandemia, a ação “Família no Museu” ganhou sua versão virtual (em casa). O Museu Índia Vanuíre desenvolve atividades lúdicas e reflexivas como forma de integrar a família ao Museu.

Aniversário do Museu Índia Vanuíre

Para comemorar o aniversário de 54 anos do Museu, será disponibilizado em suas redes sociais um vídeo com várias exposições desde a sua inauguração, mostrando, também, os prédios que já abrigaram a instituição.

Quiz – Aniversário do Museu Índia Vanuíre

Quiz com informações sobre o Museu Índia Vanuíre 

Projeto – Vem que eu te conto um conto

A gerente do Museu Índia Vanuíre, Tamimi Borsatto, contará por meio de um vídeo que será exibido nas redes sociais do museu, a história da instituição desde a sua fundação.

O projeto desenvolve, por meio da ludicidade, a contação de histórias para oportunizar aos visitantes a difusão e ampliação dos conhecimentos referentes às culturas presentes na exposição de longa duração “Tupã Plural”, sendo elas relacionadas aos povos indígenas brasileiros e aos imigrantes que contribuíram para formação identitária e o desenvolvimento de Tupã. Objetiva-se estimular a leitura e compreensão do visitante fora do âmbito escolar, oportunizando a difusão cultural.

Dia da árvore – Oficina de Pintura

Para celebrar o dia da árvore, a educadora Gabriela ensinará a fazer uma pintura com folhas secas, mostrando a beleza desse bem precioso por meio de um trabalho artístico. 

A data para comemorar o dia da árvore foi criada para conscientizar a preservação desse recurso natural. A escolha do dia 21 foi por conta do início da primavera no hemisfério sul.

Vídeo: 40 anos do prédio do Museu Índia Vanuíre

O prédio que hoje abriga o Museu Índia Vanuíre foi inaugurado há 40 anos. Com o objetivo de comemorar e relembrar, exibiremos em nossas redes sociais um vídeo com imagens do processo de  construção e inauguração do edifício.

Curiosidade – Acervo Museu Índia Vanuíre

Você sabia que em maio de 1990 foi colocada em circulação a cédula de mil cruzeiros com o tema dedicado a Cândido Rondon? O anverso da cédula apresenta a imagem de Cândido e o reverso um casal de indígenas Karajá. Na história da emissão de papel moeda no Brasil, é comum ver cédulas homenageando alguma personalidade.

Cultura e Questões Indígenas em Foco Virtual

Nesta data o “Cultura e Questões Indígenas em Foco” traz o episódio dez da série Índios no Brasil: Nossos direitos. O vídeo mostra como os diferentes povos acompanham as transformações políticas, econômicas e tecnológicas do mundo. O programa tem, também, o depoimento de estudiosos de origem indígena que falam sobre a importância de sensibilizar seus povos sobre o direito que eles têm à terra.

A série Índios no Brasil é uma iniciativa da TV Escola, da Secretaria de Educação a Distância, do Ministério da Educação, produzida pela ONG Vídeo nas Aldeias.

Dica de Leitura

O livro “Ensino (d)e História Indígena” é um aliado para a implementação da Lei 11.645/08, que torna obrigatório o ensino de história e cultura indígena nas escolas brasileiras. Essa obra faz parte da Coleção Práticas Docentes e é uma dica de leitura para professores não indígenas que queiram se aprofundar na temática.

Família no Museu (em Casa) – Desenho Mágico

Realização de oficina que ensina a técnica de “dar vida” a desenhos feitos com canetas de quadro branco e refratário. É só adicionar água e ver a mágica acontecer. A educadora Valquíria ensina esse processo que utiliza a imaginação e o método da observação.

Com o início da pandemia, a ação “Família no Museu” ganhou sua versão virtual (em casa). O Museu Índia Vanuíre desenvolve atividades lúdicas e reflexivas como forma de uma mais integração entre a família e o Museu.

Curiosidade – Acervo Museu Índia Vanuíre

A flâmula é uma espécie de “bandeirinha” e essa palavra tem sua origem no latim: flamulla, significando “pequena chama”. Tem simbologia semelhante a da bandeira: mostrar uma imagem que possui um significado. Na foto, flâmula da Matriz São Pedro.

Projeto – Museu Jovem

Por meio de encontros virtuais, o Núcleo Educativo do Museu Índia Vanuíre desenvolveu, juntamente aos participantes do Projeto Museu Jovem, atividades relacionadas à primavera, que serão apresentadas por meio de vídeo nas redes sociais do Museu.

O Museu é uma instituição que propõe a criar espaço para diferentes grupos sociais. O projeto tem como objetivos fortalecer a formação de crianças, adolescentes e jovens como sujeitos integrados positivamente em sociedade e difundir a cultura museal em sua diversidade, promovendo a troca de experiências entre eles, de modo a possibilitar a sua valorização como seres produtores e consumidores de cultura.

Projeto – Museu e Cidadania

Neste mês, o Núcleo Educativo do Museu Índia Vanuíre realizou, junto aos participantes do projeto Museu e Cidadania, encontros virtuais desenvolvendo atividades relacionadas à primavera. O resultado dessas reuniões será exibido por meio de um vídeo nas redes sociais do museu.

Museu e Cidadania é um projeto destinado à inclusão sociocultural e foi desenvolvido para atender o público com deficiência. Essa ação tem como objetivo a inclusão social por meio de atividades educacionais lúdicas criadas a partir do acervo do museu, explorando temas e situações para a construção do sentimento de pertencimento e o exercício de memórias individuais e coletivas.

14ª Primavera de Museus

De 21 a 25/09/2019

A Primavera dos Museus é uma temporada cultural em que museus de todo o país, convidados pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/ Ministério da Cultura), elaboram uma programação especial para o período, em torno de uma mesma temática. A 14ª edição da ação será realizada de 21 a 27 de setembro de 2020 e terá como tema “Mundo Digital: Museus em Transformação”. O Museu Índia Vanuíre participará da ação por meio de ações virtuais e em parceria com os indígenas da Terra Indígena Vanuíre.

Primavera de Museus – Dia Nacional da Luta pelos Direitos das Pessoas com Deficiência

Em 2005, 21 de setembro, foi oficializado pela Lei Nº 11.133, como Dia Nacional da Luta pelos Direitos das Pessoas com Deficiência. Para mostrar um pouco da rotina dessas pessoas, o Museu apresenta um vídeo, produzido por Fabio Augusto, que mostra como é uma visita virtual realizada pelo público cego no site do Museu.

Museu Worikg e sua conexão com o mundo digital

As Kaingang Dirce Jorge, Lucilene Melo e Susilene Melo, gestoras do Museu Worikg da Terra Indígena Vanuíre, por meio de vídeo, dão seus depoimentos sobre as mudanças ocorridas nas ações do museu indígena e como elas têm usado a internet para romper o isolamento que estão vivendo e manter o museu ativo.

Museu Akãm Orãm Krenak e o ambiente virtual

Lidiane Damaceno Cotui, Krenak da Terra Indígena Vanuíre, fala da perspectiva do Museu Akãm Orãm Krenak, mostrando como esse museu tem dado continuidade aos seus debates e suas ações por meio do ambiente virtual.

Museu Índia Vanuíre em Transformação

O Museu Índia Vanuíre vai mostrar por meio de um vídeo com depoimentos da equipe sobre  como tem sido o trabalho nos meios digitais, falando das adaptações que ocorreram em diversas ações e as mudanças nas rotinas de trabalho para gerar conteúdos nas redes sociais.


Vídeo – A Quarentena do Museu Índia Vanuíre

Para encerrar a 14ª Semana de Museus do Museu Índia Vanuíre, será disponível um vídeo com algumas postagens que foram feitas durante esse período em que a instituição teve que manter suas portas fechadas, mostrando os resultados dos diversos trabalhos produzidos para o meio virtual.

Informações: (14) 3491-2333

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*